×

CidadesPolícia

Em Manaus, homem mata ex-companheira com 79 facadas por não aceitar fim do relacionamento

 Vanderlice foi morta com 79 facadas pelo ex-companheiro que não aceitava a separação - foto: divulgação

Vanderlice foi morta com 79 facadas pelo ex-companheiro que não aceitava a separação – foto: divulgação

Vanderlice Aragão de Araújo, 25, foi encontrada morta com 79 facadas na tarde sábado (26), no banco de trás do carro da família, modelo Fox, cor vermelha, placa JXM-6993, que estava estacionado dentro da garagem do imóvel. O crime foi descoberto por volta das 15h, na Rua Rio Branco, bairro São Raimundo, Zona Oeste de Manaus.

Publicidade

De acordo com as informações da polícia, o crime foi passional, já que Jessé James Silva, 46, não aceitava o fim do relacionamento. A vítima estava separada há três semanas e tinha uma filha de seis anos de idade, com o criminoso. Após o crime, Jessé fugiu.

Sônia Santos, amiga da vítima, revelou à reportagem do Diário Manauara que o casal estava junto há oito anos, mas Vanderlice descobriu que Jessé mantinha um caso com outro homem e resolveu por um fim no relacionamento. Em junho deste ano, Jessé e Vanderlice reataram, mas as brigas e as crises de ciúmes constantes foram decisivas para a separação.

“O Jessé não aceitava o fim do relacionamento e passou a perseguir Vanderlice e, nos últimos meses, revelou que mataria a companheira. Por medo, ela passou a morar comigo. Nós trabalhávamos e frequentávamos academia. Depois de meses separada, ela decidiu dar mais uma chance para Jessé, mas ele viu mensagens no celular dela e não gostou, e disse que a mataria”, revelou a amiga da vítima.

Sônia relembrou que Vanderlice recebeu uma mensagem por volta das 11, no qual ele pedia o encontro em um cartório no Centro da cidade para formalizarem a documentação da separação com divisão de bens.

“Eu pedi para Vanderlice não ir ao encontro, pois temia que ele fizesse algo contra a vida dela, mas infelizmente o pior aconteceu”, lamentou Sônia.

A perícia criminal do Departamento de Política Técnico-Científica (DPTC), da Polícia Civil do Amazonas, informou que a vítima foi atingida com 79 facadas, sendo no pescoço, rosto, abdômen e costas.

O corpo da vítima foi removido para o Instituto Médico Legal (IML). O caso é investigado pela Delegacia Especializada em Homicídio e Sequestro (DEHS).

Comentários