×

CidadesPolícia

Detenta em regime domiciliar é executada com oito tiros na Zona Centro-Sul de Manaus

O corpo da vítima foi removido para o IML, na Zona Norte de Maanus - foto: Lucas Pereira

O corpo da vítima foi removido para o IML, na Zona Norte de Maanus – foto: Lucas Pereira

A presidiária Micaela Vaz da Silva, 28, morreu no Hospital e Pronto-Socorro (HPS) 28 de Agosto, na noite de quinta-feira (17), após ser alvejada com oito tiros. O crime ocorreu por volta das 18h, em um rip-rap, situado na Rua São Benedito, bairro Aleixo, Zona Centro-Sul de Manaus.

Publicidade

De acordo com investigadores da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), o crime está relacionado a um acerto de contas por envolvimento com o tráfico de drogas. Micaela estava na frente da casa de uma vizinha, quando foi surpreendida por dois homens e atingida com vários tiros.

Informações dão conta que a dupla chegou ao local em uma motocicleta e, estacionou o veículo no Beco Orion. Após o crime, os dois homens fugiram sem serem identificados. Micaela foi socorrida por vizinhos, mas morreu ao dar entrada na unidade hospitalar.

Consta no site do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), que Micaela foi presa por tráfico de drogas e estava cumprindo a pena em regime, para ajudar o pai que tinha sofrido um AVC.

Em 2013, Micaela foi presa no Beco Orion, por policiais militares da 16ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), por envolvimento com o tráfico de drogas. Além dela, Thiago Henrique da Silva e Silva, Joctã Gil da Silva Araújo, ambos de 21 anos, e Abraão Caripuna Santos, 19, também foram presos.

A autoria não foi identificada e o caso será investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

Comentários