×

CidadesPolícia

Corpo esquartejado e deixado em quintal de casa é reconhecido por familiares no IML

Membros da vítima estavam esquartejados dentro de um saco plástico e o tronco enrolado em um lençol vermelho - foto: divulgação

Membros da vítima estavam esquartejados dentro de um saco plástico e o tronco enrolado em um lençol vermelho – foto: divulgação

Em menos de 12 horas, o corpo esquartejado encontrado na manhã desta terça-feira (8), em quintal de uma residência, no bairro Tancredo Neves, Zona Leste de Manaus, foi reconhecido no Instituto Médico Legal (IML). Trata-se do jovem Diego da Silva Loureiro, 17.

Publicidade

Consta no registro do IML, que o corpo do jovem foi reconhecido por volta das 18h30, pelo irmão da vítima, identificado como Clodomir Carlos de Souza Neto, 24. A vítima era desempregada.

O corpo da vítima será liberado para a família na manhã desta quarta-feira (9) para o sepultamento. O local não informado pelos familiares.

Entenda o caso

Os membros superiores, inferiores e a cabeça estavam acondionados dentro de uma sacola plástica - foto: divulgação

As partes superiores, inferiores e a cabeça estavam acondionados dentro de uma sacola plástica – foto: divulgação

Na manhã desta terça-feira (8), partes do corpo de um homem, foram encontradas no quintal de uma casa, localizada na Rua Granitos, bairro Tancredo Neves, Zona Leste. Membros da vítima estavam esquartejados dentro de um saco plástico e o tronco enrolado em um lençol vermelho.

O corpo do homem foi encontrado pelo proprietário do imóvel, que estava saindo para trabalhar. Ele acionou a polícia em seguida. A vítima não possuía documentos de identificação e apresentava várias perfurações de faca.

Após os trabalhos de perícia, o dono do imóvel, que não teve o nome revelado, foi levado para a sede da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) para prestar esclarecimentos.

Conforme peritos criminais do Departamento de Polícia Técnico-Científica (DPTC), a vítima possuiu tatuagens, com os nomes de ‘Nedizinho’ e ‘Genivaldo’.

O delegado Torquato Mozer, do 14° Distrito Integrado de Polícia (DIP), informou que a Polícia Civil dará inicios aos trabalhos investigativos para identificar a autoria e elucidar o caso.

Comentários