×

Cidades

Canutama forma brigadistas florestais para apoiar combate às queimadas

Aproximadamente 150 novos brigadistas serão formados nas próximas semanas em Canutama, Novo Aripuanã, Novo Airão e em Manaus.

A nova turma é composta por 15 comunitários de Unidades de Conservação (Foto: Divulgação/CBMAM)

Manaus/AM – O município de Canutama, no sul do Amazonas, passará a contar com 20 novos brigadistas florestais para apoiar o combate a pequenos focos de incêndio. A formação, promovida em parceria entre a Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema), Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Amazonas (CBMAM) e Prefeitura Municipal, inicia nesta terça-feira (27) e segue até o próximo dia 4 de setembro.

A nova turma é composta por 15 comunitários de Unidades de Conservação (UC), sendo seis moradores da Floresta Estadual Canutama e nove na Reserva Extrativista (Resex) de Canutama, um técnico ambiental da Sema e quatro técnicos da Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Canutama. Esta será a primeira formação de brigadistas que envolve moradores de áreas protegidas.

“A participação dos moradores de UC é muito importante, pois são pessoas que vivem em áreas de floresta e levam estes conhecimentos para áreas importantes para combate às queimadas. Apesar de Canutama estar entre os 10 municípios com mais focos de calor, tivemos apenas um registro de foco na Resex Canutama. Isto mostra como a UC é importante para conter estes focos”, destacou o gestor da unidade, Altemar Lopes.

Mais formações

Dos 10 municípios que lideram o ranking de focos de calor (Foto: Divulgação/CBMAM)

Entre os anos de 2017 até 2019, o Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas já formou 567 brigadistas florestais. Somente neste ano, foram formados 142 brigadistas nos municípios de Apuí, Humaitá, Manicoré, e Novo Aripuanã, além de Nhamundá. Aproximadamente 150 novos brigadistas serão formados nas próximas semanas em Canutama, Novo Aripuanã, Novo Airão e em Manaus.

Sul do Estado concentra focos

De acordo com dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), a região sul do Amazonas concentra cerca de 85% das ocorrências de focos de calor registrados no sistema de monitoramento estadual.

Dos 10 municípios que lideram o ranking de focos de calor, sete estão localizados na região. De 1º de janeiro a 26 de agosto, o Amazonas registrou 7.625 focos de calor.

Medidas de combate às queimadas

O Governo do Amazonas vem atuando em várias frentes para combater o avanço e controlar as queimadas. No último dia 2 de agosto, quando o monitoramento estadual indicou tendência de crescimento dos focos de calor, o Estado decretou situação de emergência, sendo o primeiro da região Norte a tomar esta medida.

Foi montado um gabinete de crise e uma força-tarefa, que já está em campo, e que inclui ações de órgãos como a Sema, o Instituto de Proteção Ambiental do Estado do Amazonas (Ipaam); CBMAM; Batalhão Ambiental da Polícia Militar do Amazonas (PMAM); Polícia Civil do Amazonas (PCAM) e Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM).

Todos os municípios da região sul do estado estão recebendo ações educativas da campanha “Um por todos e todos contra as queimadas”, realizada pelo Comitê Estadual de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais, Controle de Queimadas e Monitoramento da Qualidade do Ar, em parceria com as prefeituras municipais.

*Com informações da assessoria

Publicidade

Comentários