×

CidadesPolícia

Bando é preso com drogas e dinheiro em casas na Zona Centro-Oeste de Manaus

O quarteto foi preso em casas alugadas para comercializar as drogas - foto: divulgação/Polícia Civil

O quarteto foi preso em casas alugadas para comercializar as drogas – foto: divulgação/Polícia Civil

Os tabatinguenses Silvino Macedo Tananta Filho, 43, e Edson Lopes da Silva, 31, o surinamense Jona Ben Abraham Marinho Sanches, 37, e o colombiano Carlos Alberto Vildosa Cruz, 26, foram presos em flagrante, na manhã de segunda-feira (5), por envolvimento com o tráfico de drogas na capital amazonense.

Publicidade

A Polícia Civil do Amazonas, por meio da equipe de investigação, sob o comando do delegado titular da unidade policial, , prendeu, em flagrante, na manhã desta segunda-feira, dia 5, por volta das 8h,
De acordo com o titular do 20° Distrito Integrado de Polícia (DIP), delegado Rodrigo de Sá, as prisões ocorreram por volta das 8h, em casas alugadas pelos suspeitos na Rua Antenor Landim, Conjunto Hileia, bairro Redenção, Zona Centro-Oeste da cidade. As investigações em torno do caso tiveram início há duas semanas, após as prisões de três homens ligados ao tráfico de drogas naquela área da capital.

Conforme Rodrigo de Sá, a equipe do 20º DIP foi informada que um grupo formado exclusivamente por homens estaria comercializando entorpecentes nos loteamentos Campos Sales e Parque São Pedro, situados no bairro Tarumã, e também no bairro Compensa, todos na zona Oeste. Desde então passou a monitorar o endereço indicado, onde foram efetuadas as prisões dos infratores.

“Durante campana na tarde da última quinta-feira, dia 1º dezembro, percebemos intensa movimentação nas residências alugadas pelos homens. Na ocasião, avistamos Edson saindo de um dos imóveis em um veículo modelo S10, de cor branca e placas OAO-1051. No momento da abordagem o infrator apresentou um documento falso em nome de Darlison Pereira da Silva”, explicou Rodrigo de Sá.

O delegado ressaltou que, ao entrarem no imóvel onde Edson havia saído, os policiais civis encontraram Silvino. No local foram apreendidos três quilos de maconha do tipo skunk, armazenados em dois cilindros de Policloreto de Polivinila, conhecido como ‘PVC’, encontrados no forro da casa. Também foi apreendido no lugar um veículo modelo Pajero, de cor preta e placas NST-0932. Conforme Rodrigo de Sá, Silvino seria o chefe do bando e é proprietário de uma granja localizada no quilômetro 129 do município de Tabatinga, onde era realizada a lavagem do dinheiro oriundo do tráfico de drogas.

Em um segundo imóvel na Rua Antenor Landim os policiais civis prenderam Jona Ben, responsável pelo monitoramento do local. O infrator estava em posse de um aparelho para embalo de substâncias entorpecentes, uma balança de precisão, cadernos contendo informações sobre a contabilidade da prática ilícita, documentos e R$ 1,7 mil em espécie. Com o surinamense foram apreendidos três quilos de maconha do tipo skunk.

Rodrigo de Sá explicou que aproximadamente seis quilos de substâncias entorpecentes foram encontradas durante a ação policial. Três quilos estavam em uma das residências e os outros três foram achados no interior dos dois veículos apreendidos. O delegado informou, ainda, que durante depoimento, os infratores argumentaram que os dois automóveis apreendidos foram obtidos por meio de pagamento de dívidas relacionadas ao tráfico de drogas.

“Retornamos ao local poucas horas depois das prisões e lá encontramos o colombiano Carlos Alberto, que confessou fazer parte do grupo e foi preso em flagrante, por volta do meio-dia”, explicou a autoridade policial. Rodrigo de Sá destacou, ainda, que o tabatinguense Edson é foragido da Justiça do Rio Grande do Norte, por roubo cometido em 2007. O homem estava respondendo pelo delito em liberdade e deixou de comparecer às audiências.

Silvino, Jona, Edson e Carlos Alberto foram autuados em flagrante por tráfico de drogas e associação para o tráfico de drogas. Além desses crimes, Edson também foi preso por uso de documento falso. Ao término dos procedimentos cabíveis no 20º DIP, o bando será encaminhado ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), onde irá permanecer à disposição da Justiça.

Com informações da assessoria

Comentários