×

Publicidade

Plus

Mineirinha em ensaio sexy de tirar o fôlego no Bella da Semana

Sabrina Petrarca dispensa comentários. Hiperativa, como ela mesma se define, a bela já teve seu próprio Reality Show, foi Ring Girl e participou do programa Pânico na Band. Além disso ela é jornalista, escritora e apresentadora.

Para surpreender os fãs, a modelo e apresentadora Sabrina Petrarca foi além de simplesmente fazer poses sensuais para as fotos

Sabrina Petrarca (Foto: Alexandre Peccin/Bella da Semana)

 

Sabrina Petrarca dispensa comentários. Hiperativa, como ela mesma se define, a bela já teve seu próprio Reality Show, foi Ring Girl e participou do programa Pânico na Band. Além disso ela é jornalista, escritora e apresentadora.

Em sua entrevista para o Bella da Semana, a gata se mostrou ousada e contou que largou um emprego com bom salário para correr atrás de seus sonhos. Ela também revelou que entre seus sonhos, uma casa linda, com um marido amoroso, bom caráter, trabalhador, dois filhos, um cachorro… (quem acompanha a beldade nas redes sociais, sabe que ela já conquistou ao menos boa parte deles com sua determinação!)

Além da personalidade marcante, Sabrina também deixou os assinantes loucos com sua desenvoltura, esbanjando sensualidade e seduzindo a cada clique.

Nome: Sabrina Petrarca.
Data e local de nascimento: 07 de julho de 1984, em Resende Costa (MG).
Cidade onde mora: São Paulo (SP).
Signo: Câncer. Viva o mimimi!

Medidas
Altura: 1,69 m.
Quadril: 94 cm.
Cintura: 63 cm.
Busto: 92 cm.
Pés: 36.

Tem algum apelido? Na minha família, Pretinha.

Sonho de consumo: uma casa linda, com um marido amoroso, bom caráter, trabalhador, dois filhos, um cachorro… (Isso virou música, que clichê! Hahaha). Finais de semana de passeios no parque ou jogando basquete todos juntos no quintal, viagens longas nas férias escolares… Sou romântica, dispenso luxo e futilidade em excesso. Sonho com uma vida confortável e em constituir uma família estruturada e feliz.

Maior loucura que já fez na vida: larguei um emprego fixo e um bom salário para viver meus sonhos. Na verdade a sociedade considera loucura você não ter rotina ou uma garantia do que acontecerá no próximo mês. Ser artista não é fácil, qualquer tipo de arte é considerada secundária em uma escala profissional. Nenhum pai diz: ´meu sonho é que meu filho seja músico ou trabalhe no circo.´ As pessoas consideram que acordar todos os dias no mesmo horário e receber todo mês a mesma quantia lhes traz controle da própria vida. Eu não acredito nisso. A vida é um jogo de ´sorte´. Gosto da incerteza do amanhã. Gosto da mudança, da dificuldade e da superação. Essa constante sensação de estar em uma montanha russa é que me faz sentir viva!

Para você, homem tem que ser… :carinhoso, bem humorado, honesto e trabalhador. Tenho minhas preferências físicas, claro, mas na verdade o que me encanta e me apaixona em um homem é como me sinto quando estou na companhia dele. Tem que me fazer rir e preencher os meus vazios. Solidão acompanhada não rola. Discutir relação o tempo todo também não. O mundo ficou muito esquisito, as relações são muito chatas, parece que quando é amor não pode ser amigo. Vejo casais em relacionamentos tão sérios que, se rir, acaba! Deus me livre…

Acredita na fidelidade masculina? Acredito nas pessoas. Temos que ser, acima de tudo, fiéis ao que sentimos. Os homens são mais racionais, não costumam se entregar 100% aos sentimentos, e talvez por isso tenham mais dificuldade em relação à fidelidade. Uma relação de confiança se constrói com o tempo. Acima de tudo, precisamos de admiração, amor e respeito – se isso faltar, ninguém consegue ser fiel, acabou!

Já traiu? Sim.

Entre quatro paredes, o que curte fazer? Entre quatro paredes eu faço AMOR! E isso inclui toda e qualquer coisa que ambos queiram e se permitam. Eu não sou a favor do sexo casual e sem compromisso. Me entrego por amor e confiança, mas quando isso acontece não tenho reservas, não sou nem um pouco santa ou recatada. Nos braços de quem eu amo eu me perco, vale tudo.

Como você definiria uma noite inesquecível? Uma noite inesquecível tem que ser completa. Com sintonia, bom papo, risadas, brincadeirinhas, carinho e pegada! E, se depois de tudo, não tiver conchinha, para mim não valeu.

E o que te dá mais tesão na hora H? Um misto de tudo: cheiro, toque e beijo.

Você participou de vários programas de TV. Pode citar alguns deles? Como apresentadora comandei vários, ´Interligado´ na Rede TV, ´Azaração´ na Mix TV, ´A Chance´ na Band… Estive também no ´Pânico´, num quadro que chamava Esquenta; no ´Topa ou não Topa´ quando estava no comando do Justos… Agora estou atuando em um seriado da Multishow, que chama ´Rodando com Elas´e conta a história de quatro meninas que viajam pela Chapada Diamantina em um mix de aventura e conexão com a natureza, também mostra a sensualidade de uma forma bem poética.

Qual deles você acha que tem mais a ver com você? Esse de viagem eu me identifiquei muito, pela experiência em si. Conheci lugares lindíssimos… Meu sonho profissional é apresentar um programa sobre viagens ou esportes radicais. Uma parte disso o ´Rodando com Elas´ já permitiu realizar – e deixou gostinho de quero mais!

Você acha que beleza atrapalha em algum aspecto? Em quase todos! Você precisa se afirmar muito mais, provar que o que tem a oferecer vai além disso. A beleza é perecível e traiçoeira, se você se apóia nisso as chances de se perder em caminhos tortos ou de se tornar uma pessoa frustrada a longo prazo são grandes. O tempo é implacável, a velhice vem pra todos que estão vivos, faz parte. Quando lutamos contra isso, buscando beleza e juventude eternas, perdemos a dignidade de aceitar e viver a vida como ela é. Cada idade tem a sua aura, o seu auge. Se você é feliz e se aceita, a beleza fluirá, vai morar em você para sempre – não só por fora, mas também de dentro para fora!

Quais são seus planos profissionais agora? Não sou muito de fazer planos! Estou na luta sempre. Quero que as coisas aconteçam, mas cada uma no tempo certo, do jeito que tiver que ser… Maktub! O que é nosso sempre arruma um jeito de nos encontrar. Só não funciona se você estiver parado, trancado em casa, esperando a sorte ou a morte chegarem. A sorte vai sempre me encontrar trabalhando, e eu estarei sempre preparada quando ela chegar, isso eu garanto! Quem não é visto não é lembrado, nem mesmo pela sorte.

Qual foi o momento mais difícil da sua carreira? Já pensei muitas vezes em desistir, mas quando nascemos com um dom, não tem como! A força interior é maior, te empurra, te impulsiona. Todos os momentos são difíceis. Estamos sob pressão e sendo testados o tempo todo. É competitivo, muitas vezes desleal, tem sujeira… Se a cabeça e o coração não estiverem em paz, se você não tiver certeza sobre a sua verdade, a chance de se perder é maior do que a de se encontrar. A maior dificuldade é se manter você mesma, lembrar o tempo todo de quem você é e onde você quer chegar. Não se ludibriar, nem se render às ofertas que te desviem do seu caminho, não desanimar com a quantidade de tapetes que serão puxados sob seus pés.

Já ficou com algum cara famoso? Nunca! Eu gosto de homens com vida comum, ´normais´. Que me deem o que eu aprecio no meu tempo livre, cabelo solto, cara lavada e passeios tranquilos de mãos dadas. Dois artistas respirariam o tempo todo esse mundo do glamour, festas, eventos, essa exposição toda, e eu não vivo esse mundo, só trabalho nele, preciso sair disso quando a minha jornada acaba. Amo a arte, é o que sei fazer, o que nasci para fazer, mas no particular gosto da vida real. Um homem comum me dá isso, um famoso não.

Se pudesse ficar com qualquer homem, com quem ficaria? Xiiiii, não me complica, não! (risos) Quero pular essa, ou quem sabe pedir ajuda aos universitários…

E mulher, já beijou? Nunca! Gosto tanto de homem que, se pudesse escolher, seria um. O universo feminino me cansa. Acho muito fútil. Jamais teria paciência de lidar com mulher… Se me sentisse atraída, beijaria numa boa. Não tenho preconceito, mas não me atrai mesmo. Acho que é coisa de cheiro, pele, pelo… Se o homem for metrossexual e delicado demais, para mim já não rola. Homem todo depilado já me brocha, imagine mulher! (risos)

O que curte fazer quando está de folga? Atividade física. Pilates, bike, patins.

É difícil tirar a roupa para fotografar? Para tirar foi dureza! (risos) Mas depois, no decorrer do trabalho, não. A equipe é muito boa, muito profissional, a coisa flui. Não tenho problemas com a nudez… Não sou nem um pouco tímida! Sempre gostei de me mostrar, mas odeio vulgaridade. Não gosto de nada vulgar ou apelativo. Se a nudez estiver inserida em uma proposta leve, natural, eu acho lindo, incrível, faço com prazer!

Por fim, como foi fotografar para o Bella da Semana? Foi muito gostoso e divertido fotografar para o Bella. Tentei transmitir através das fotos um pouquinho da minha verdade, atuei em alguns looks mais ousados, criei historinhas e personagens para compor as cenas, coloquei movimentos de pilates, que pratico diariamente e sou apaixonada. Enfim, espero que vocês gostem tanto quanto eu!

Confira as fotos de Sabrina Petrarca:

 

Sabrina Petrarca (Foto: Alexandre Peccin/Bella da Semana)

 

Sabrina Petrarca (Foto: Alexandre Peccin/Bella da Semana)

 

Sabrina Petrarca (Foto: Alexandre Peccin/Bella da Semana)

 

Sabrina Petrarca (Foto: Alexandre Peccin/Bella da Semana)

 

Sabrina Petrarca (Foto: Alexandre Peccin/Bella da Semana)

 

Sabrina Petrarca (Foto: Alexandre Peccin/Bella da Semana)

 

Sabrina Petrarca (Foto: Alexandre Peccin/Bella da Semana)

 

Fonte: Bella da Semana

Publicidade

Comentários