×

Publicidade

Amazônia

Balsa apreendida do prefeito de Nhamundá é incendiada no município de Faro

A balsa ficou totalmente destruída durante incêndio criminoso. (Foto: Divulgação)

Uma balsa pertencente ao prefeito Neném Machado, do município de Nhamundá (a 383 quilômetros de Manaus), foi incendiada na tarde desta terça-feira (11), em frente a uma delegacia, na cidade de Faro, no Oeste do Pará. A embarcação da empresa AGH Paulain, que estava sob a responsabilidade da prefeitura de Faro, havia sido apreendida durante operação conjunta da Polícia Federal (PF) e Ibama, em março deste ano, por extração irregular de seixo.

Publicidade

De acordo com as informações do delegado Jair Castro, da Delegacia de Polícia Civil (DPC) de Faro, o incêndio teve início por volta das 13h30. Equipes policiais foram ao local e conseguiram controlar as chamas. Nenhum suspeito foi identificado.

“Já iniciamos os trabalhos de investigação, mas até o momento ainda não temos pistas dos suspeitos. Vamos encontrar os culpados desse crime e dar resposta à população”, garantiu o delegado Jair Castro.

A balsa foi incendiada em frente a delegacia de Faro. (Foto: Divulgação)

O prefeito Neném Machado (Pros), informou que os advogados da empresa estiveram pela manhã, na secretaria de Meio Ambiente de Faro para receber a balsa draga e o seixo, conforme determinação do Ibama em Manaus.

Segundo Machado, ele e Josué Abreu, esposo da prefeita de Faro, Jade Viana de Abreu, iniciaram um atrito, ocasião em que Josué teria o ameaçado. O mesmo relatou o fato ao delegado Jair Castro, ao registrar o Boletim de Ocorrência (B.O) pelo não cumprimento de normativa que daria o direito de levar a balsa ao município de origem (Nhamundá), após tramitação dos recursos de advogados da empresa.

“Após a decisão do Ibama em Manaus, os advogados foram entregar os documentos na secretaria de Meio Ambiente para receber a balsa, mas a Prefeitura de Faro se recusou a cumprir a determinação. Em seguida, o cunhado da prefeita, conhecido como Preto Abreu, foi até ao local e ateou fogo na embarcação, causando um prejuízo de mais de R$ 300 mil”, disse Neném Machado.

O prefeito Neném Machado ressaltou ainda que, já formalizou na delegacia de Nhamundá, denúncia contra Josué Abreu por ameaça de morte.
A reportagem tentou contato com a prefeita de Faro, Jade Abreu, pelo telefone (93) 3557-12**, para comentar sobre o caso, mas não houve êxito.
Apreensão

O delegado Reinaldo Figueira, titular da 43ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP), informou que a balsa foi apreendida no dia 14 de março deste ano, durante uma operação da Polícia Federal (PF) e do Ibama para coibir a extração irregular de seixo numa área do município de Faro, no Pará, após a prefeita Jade Abreu denunciar a empresa de Neném Machado.

No local, os policiais federais encontraram duas dragas usadas na extração de seixo, aproximadamente 300 metros de seixo, espingardas, rifles de longo alcance, pistolas e submetralhadoras de uso exclusivo da Polícia Militar (PM). Na ocasião, o prefeito Neném Machado negou que o armamento apreendido fosse de sua propriedade. Para a polícia, as armas eram usadas por policiais militares para fazer a segurança da balsa.

[Best_Wordpress_Gallery id=”48″ gal_title=”Balsa incendiada”]

Publicidade

Comentários